Club de
Campo Mourão
Lago Azul

Plantio de Árvores - Rotary Club de Paranavaí Entre Rios

O Rotary Club de Paranavaí Entre Rios desenvolveu neste último sábado mais uma etapa do Plantio de Árvores do seu Projeto "Em Paz com a Natureza". 12.000 árvores já foram plantadas na nascente do Ribeirão Paranavaí e somente neste final de semana, mais 982 mudas de árvores nativas da região obtidas junto ao IAP. O sucesso desta ação pode ser visto pelo aumento do volume de água nas diversas nascentes que formam o Ribeirão Paranavaí, que passa pela cidade. A Promotora Publica do Meio Ambiente, Dra. Suzi Mara de Oliveira, tem acompanhado alguns plantios e elogiado a iniciativa.

Postado em 24 de Setembro de 2018

Terra Boa: Trans Tamura é Empresa Cidadã há 5 anos

A Trans Tamura, empresa especializada no transporte de grãos, é há 5 anos uma das oito Empresas Cidadãs do Rotary Club de Terra Boa. O proprietário Tadao Tamura é rotariano desde 1995. No mercado desde 1990, a Transportadora Tamura tem 30 colaboradores e realiza transporte para todo o Brasil, principalmente para o Paraná e o Estado de São Paulo. Aos 79 anos, Tamura está à frente da empresa, onde conta com a ajuda de dois dos três filhos. “Enquanto eu tiver condições de trabalhar, me manterei ativo na transportadora. Também faço parte do Rotary porque me faz bem, é um ambiente familiar, que me deu muitas amizades e boas companhias. Cada dia que passa me sinto melhor no clube”, explica o empresário. Sobre o programa Empresa Cidadã, Tamura só tem elogios. “Faz parte da nossa família ajudar ao próximo e entendemos que o Programa Empresa Cidadã é uma das muitas maneiras para retribuir o que temos de bom. O Rotary é uma organização séria, sei que o investimento é destinado para beneficiar muitas pessoas, de forma eficiente e correta. Faço com muito gosto”, ressalta.

Postado em 21 de Setembro de 2018

Empresa Cidadã: VR 10 Veículos atua há 8 anos no mercado

Localizada na Avenida Colombo, a VR 10 Veículos é a mais recente Empresa Cidadã do Rotary Club de Maringá Horto, atuando na compra, troca ou financiamento de carros. Segundo um dos sócios-proprietários, Ricardo Fenato, essa é a primeira ação da empresa voltada para a Responsabilidade Social. “Conheci o programa e achei interessante a proposta, é uma forma de colaborarmos com a comunidade e também acredito que investir em um programa do Rotary aumenta a credibilidade da empresa”, fala o empresário. Claudecir Conti, que foi presidente do clube na gestão passada, é o responsável pela ABTRF (Associação Brasileira da The Rotary Foudation) no Rotary Club de Maringá Horto. “Fui convidado pelo Milton Rossi, atual presidente, para ficar responsável pela ABTRF. Gostaria de continuar o trabalho que foi desenvolvido no ano rotário 17-18, no início tínhamos três empresas, hoje estamos com dez. Fizemos um trabalho junto aos companheiros de clube, que possuem empresa e também com os amigos empresários próximos, expondo com mais clareza as áreas de enfoque do Rotary”, explica. Conforme Claudecir, o clube focará ainda mais no relacionamento com as empresas cidadãs, para a manutenção das que já são parceiras e conquista de novas. “Desde que entrei no Rotary, em outubro de 2014, fui convidado a participar da Empresa Cidadã e considerei a causa muito nobre. A participação da minha empresa (Casa de Carnes Ribeiro) ocorreu desde o meu início no Rotary. Em um primeiro momento pela causa rotária e depois também pela Responsabilidade Social, visto que as áreas de enfoque em que o Rotary atua, possibilitam a milhares de pessoas uma sociedade mais justa e um meio ambiente mais limpo”, ressalva. O presidente Milton Rossi destaca a importância dos clubes terem um responsável pela ABTRF. “O Rotary Club de Maringá Horto sempre realizou um trabalho de conscientização com os companheiros do clube sobre a eficiência do Programa Empresa Cidadã, demonstrando a importância dos associados que possuem empresa aderirem ao programa. Das dez empresas, seis são de rotarianos. Por isso é imprescindível que o clube tenha uma liderança para tratar da ABTRF e no caso, no nosso clube, o Claudecir tem uma grande facilidade e experiência para trabalhar essa pasta. Nosso objetivo é convidar as pessoas para as reuniões, mostrar o que o Rotary é, o que fazemos, para que o empresário tenha segurança para fazer a parceria”, conta. Ele também informa que realizará um trabalho de revisitação às empresas que já foram parceiras do clube. Renovação e Manutenção Ao iniciar um novo ano rotário, é fundamental que os novos presidentes dos clubes e presidentes da ABTRF tenham o cuidado de, além de prospectar novas parcerias, cuidar da renovação e manutenção das atuais Empresas Cidadãs dos seus clubes. É o que alerta o presidente da Comissão da Fundação Rotária, Renato Tavares. “Não podemos esquecer de mostrar os resultados alcançados pelos clubes às empresas que já são parceiras, investir no relacionamento com elas, demonstrando o quanto é importante cada contribuição que ela faz. Trata-se de cuidar daqueles que já conhecem e confiam no trabalho do Rotary International. A meta de conquistar seis novas empresas por clube continua, mas o rotariano não pode esquecer do verdadeiro sentido que está por trás desse objetivo: melhorar a arrecadação junto à ABTRF, pois consequentemente, mais pessoas serão beneficiadas através dos projetos do Rotary International”. Relacionamento com as Empresas Cidadãs A coordenadora da Subcomissão da ABTRF, Suzane Jacob, dá algumas dicas para os clubes melhorarem a qualidade do relacionamento com as empresas que já são parceiras. Elabore uma carta em agradecimento às contribuições feitas pela empresa e a entregue pessoalmente ao representante da mesma. De preferência, que a entrega seja feita pelo rotariano mais próximo ao empresário, acompanhado de outros sócios do clube. Entregar o Comunicado Mensal da Governadoria é uma forma do empresário ver um resumo do trabalho feito pelo Distrito 4630, além de conhecer as outras empresas que participam do programa Empresa Cidadã. Reconhecer no jornal uma empresa de um amigo, por exemplo, é uma forma do empresário ter mais consciência de que faz um investimento confiável. Convidar pessoas da empresa para participar das reuniões ou alguma ação do clube. Acompanhar o contrato evita que ele não seja reativado por uma falta de “lembrete”, portanto, ao fechar uma parceria, o relacionamento com a empresa deve ser constante.    

Postado em 19 de Setembro de 2018

COMPANHEIRISMO SOBRE DUAS RODAS - Motociclistas do IFMR-SA mostram que divertir-se é bom para o Rotary e para a comunidade

Jundiaí – SP - 25/08/2018. As 70 motocicletas lideradas por um automóvel conversível com os personagens “Maria e Zé Gotinha” chamaram a atenção de quem passava no sábado pela manhã na cidade de Jundiaí, interior de São Paulo. Eram os associados do IFMR-SA – International Fellowship of Motorcycling Rotarians – South America chapter - os motociclistas rotarianos que realizaram o seu décimo terceiro encontro do grupo de companheirismo, denominado IRA  - Intercâmbio Rotário da Amizade.  O “mar” de camisas azuis em seu desfile organizado pelos associados do IFMR-SA e rotarianos locais trouxe para cidade a divulgação para a campanha mundial do Rotary International para erradicação da paralisia infantil. Por onde o grupo passou a atenção foi total e as pessoas olhavam cuidadosamente a marcha das motos.  Mas não só a divulgação da imagem publica do Rotary foi beneficiada. Os cerca de 70 rotarianos e 30 garupas (como são conhecidas as companheiras que viajam nas motos com os pilotos) arrecadaram com a inscrição no evento mais de R$ 6.000,00 que foram destinados para a The Rotary Foundation através da ABTRF (Associação Brasileira The Rotary Foundation) e uma entidade local de tratamento oncológico para crianças.  Durante o evento também foi realizada a Assembleia Geral de Associados do grupo de companheirismo com a posse do novo Presidente do IFMR-SA para no biênio 2018-20, rotariano Celso Desiderio Junqueira, do Rotary Club de São José do Rio Preto, SP, e seu Conselho Diretor composto de companheiros de vários estados do Brasil.  As próximas reuniões do grupo serão o 2º Encontro de Primavera do IFMR-SA na cidade de Taiobeiras, MG, em novembro deste ano, e a 5ª edição do Encontro de Verão Sul IFMR-SA (#ifmrnosul), na cidade gaúcha de Bagé, RS, programado para março de 2019. O IFMR-SA - International Fellowship of Mortorcycling Rotarians – South America Chapter é um dos Programas Estruturados do Rotary International. Trata-se do maior grupo de companheirismo por afinidade da organização. Seu capítulo América do Sul é um dos maiores de todos os mais de 60 grupos existentes e possui 150 associados em 17 estados brasileiros e 3 países. Saiba mais sobre o IFMR-SA em www.ifmr-sa.org  e  www.facebook.com/ifmrsa

Postado em 11 de Setembro de 2018

Motociclistas do IFMR-SA mostram que divertir-se é bom para o Rotary e para a comunidade

Jundiaí – SP - 25/08/2018. As 70 motocicletas lideradas por um automóvel conversível com os personagens “Maria e Zé Gotinha” chamaram a atenção de quem passava no sábado pela manhã na cidade de Jundiaí, interior de São Paulo. Eram os associados do IFMR-SA – International Fellowship of Motorcycling Rotarians – South America chapter - os motociclistas rotarianos que realizaram o seu décimo terceiro encontro do grupo de companheirismo, denominado IRA  - Intercâmbio Rotário da Amizade. O “mar” de camisas azuis em seu desfile organizado pelos associados do IFMR-SA e rotarianos locais trouxe para cidade a divulgação para a campanha mundial do Rotary International para erradicação da paralisia infantil. Por onde o grupo passou a atenção foi total e as pessoas olhavam cuidadosamente a marcha das motos.  Mas não só a divulgação da imagem publica do Rotary foi beneficiada. Os cerca de 70 rotarianos e 30 garupas (como são conhecidas as companheiras que viajam nas motos com os pilotos) arrecadaram com a inscrição no evento mais de R$ 6.000,00 que foram destinados para a The Rotary Foundation através da ABTRF (Associação Brasileira The Rotary Foundation) e uma entidade local de tratamento oncológico para crianças. Durante o evento também foi realizada a Assembleia Geral de Associados do grupo de companheirismo com a posse do novo Presidente do IFMR-SA para no biênio 2018-20, rotariano Celso Desiderio Junqueira, do Rotary Club de São José do Rio Preto, SP, e seu Conselho Diretor composto de companheiros de vários estados do Brasil. As próximas reuniões do grupo serão o 2º Encontro de Primavera do IFMR-SA na cidade de Taiobeiras, MG, em novembro deste ano, e a 5ª edição do Encontro de Verão Sul IFMR-SA (#ifmrnosul), na cidade gaúcha de Bagé, RS, programado para março de 2019.  O IFMR-SA - International Fellowship of Mortorcycling Rotarians – South America Chapter é um dos Programas Estruturados do Rotary International. Trata-se do maior grupo de companheirismo por afinidade da organização. Seu capítulo América do Sul é um dos maiores de todos os mais de 60 grupos existentes e possui 150 associados em 17 estados brasileiros e 3 países. Saiba mais sobre o IFMR-SA em www.ifmr-sa.org  e  www.facebook.com/ifmrsa  

Postado em 11 de Setembro de 2018

Clubes atraem associados apresentando a organização

Rotarianos que fazem parte do Rotary Club de São Paulo-Alto da Lapa, Rotary Club de São Paulo-Butantã, Rotary Club de São Paulo-Caxingui e Rotary Club de São Paulo-Lapa, promoveram recentemente nas dependências da Associação Cristã de Moços (ACM) de São Paulo – unidade Lapa, o 1º Fórum dos Rotary Clubs do Grupo 2 do Distrito 4610 do Rotary International, sobre o Desenvolvimento do Quadro Associativo, atendendo uma determinação do planejamento do Governador do distrito rotário, Edson Cunha Borcato, em realizar fóruns sobre temas rotários. “Desta vez foi para atrair novos associados”, disse o presidente do Rotary Club de São Paulo-Lapa, o empresário Manoel César Romero, o anfitrião da noite, ao convidar o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado ao Rotary Club de Marília-Pioneiro, no D4510 do RI, para falar sobre a organização mundial. Na presença de 51 convidados não rotários e de 42 rotarianos divididos entre os quatro clubes do Grupo 2 do Distrito 4610 do Rotary International, durante 68 minutos o convidado falou sobre o Rotary International, a The Rotary Foundation, os programas de ambos e mostrou o compromisso dos rotarianos em erradicar a paralisia infantil no planeta Terra. “O Rotary é uma organização presente em 219 países, que reúne as principais lideranças da comunidade, para discutir problemas da sociedade e apontar as soluções”, disse Márcio Cavalca Medeiros que esteve como Governador do D4510 do Rotary International, na Gestão 2011-12. “A The Rotary Foundation é quem viabiliza as soluções apontadas pelos líderes da comunidade”, acrescentou ao diferenciar uma instituição da outra. Dentro do tempo dedicado a falar sobre as duas organizações, Márcio Cavalca Medeiros comentou sobre alguns hábitos rotários que muitos rotarianos desconhecem sobre a formalidade das reuniões, as diferenças entre: pin, botton e distintivo; a simbologia do sino, a importância da: educação, instrução e informação rotárias, bem como a distinção as bandeiras e grandes personalidades mundiais que fizeram parte da organização mundial, que serviu de estrutura para a constituição da Organização das Nações Unidas (ONU). “O Rotary é formado por clubes humanitários e não de serviços”, disse o convidado quebrando alguns paradigmas. “Somos muitas vezes confundidos como voluntários, que na realidade não somos”, afirmou ao explicar os compromissos e obrigações que um rotariano tem, que diferencia do voluntário. Para o coordenador do fórum rotário interclubes, o empresário José Eduardo Nasser, associado ao Rotary Club de São Paulo-Lapa, do D4610 do RI, o evento atingiu os objetivos esperados, uma vez que existiam mais convidados do que rotarianos, o que aumenta a expectativa do crescimento do quadro associativo, por serem potenciais associados. “Além disso, os temas abordados foram muito bons para os rotarianos e não rotarianos”, elogiou o rotariano que pretende realizar mais encontros desta natureza. “Vamos planejar quatro fóruns, um em cada sede, com temas rotários bem distintos”, falou ao sugerir o próximo sobre a The Rotary Foundation. “Mas este sobre o quadro associativo devemos realizar mais vezes, pois, precisamos falar sobre o Rotary dentro do Rotary”, constatou o dirigente rotário satisfeito com o encontro realizado. LEGENDA – Mais de 50 convidados não rotarianos participaram de encontro realizado na capital paulista para conhecer o RotaryLEGENDA/FOTO – ARQUIVO: Fórum 060918 A, B, C e D #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosLinkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarialSkype: marciomedeiros8020Instagram: marcio.c.medeiros

Postado em 06 de Setembro de 2018

Ver todos

Plantio de Árvores - Rotary Club de Paranavaí Entre Rios

O Rotary Club de Paranavaí Entre Rios desenvolveu neste último sábado mais uma etapa do Plantio de Árvores do seu Projeto "Em Paz com a Natureza". 12.000 árvores já foram plantadas na nascente do Ribeirão Paranavaí e somente neste final de semana, mais 982 mudas de árvores nativas da região obtidas junto ao IAP. O sucesso desta ação pode ser visto pelo aumento do volume de água nas diversas nascentes que formam o Ribeirão Paranavaí, que passa pela cidade. A Promotora Publica do Meio Ambiente, Dra. Suzi Mara de Oliveira, tem acompanhado alguns plantios e elogiado a iniciativa.

Em 24/09/2018

Seminario de Igagem Publica 23/09/2018

Seminario de Imagem Publica em Maringa, na Casa da Amizade, neste domingo 23/09/2018. Parabens aos Organizadores pelo evento, muito produtivo. O Rotary Club de Santa Isabel do Ivai se fez presente, apoiando mais esta iniciativa do Distrito 4630 comandado pelo Governador Carlos Naves.

Em 23/09/2018 por Rotary Club de Santa Isabel do Ivaí

Terra Boa: Trans Tamura é Empresa Cidadã há 5 anos

A Trans Tamura, empresa especializada no transporte de grãos, é há 5 anos uma das oito Empresas Cidadãs do Rotary Club de Terra Boa. O proprietário Tadao Tamura é rotariano desde 1995. No mercado desde 1990, a Transportadora Tamura tem 30 colaboradores e realiza transporte para todo o Brasil, principalmente para o Paraná e o Estado de São Paulo. Aos 79 anos, Tamura está à frente da empresa, onde conta com a ajuda de dois dos três filhos. “Enquanto eu tiver condições de trabalhar, me manterei ativo na transportadora. Também faço parte do Rotary porque me faz bem, é um ambiente familiar, que me deu muitas amizades e boas companhias. Cada dia que passa me sinto melhor no clube”, explica o empresário. Sobre o programa Empresa Cidadã, Tamura só tem elogios. “Faz parte da nossa família ajudar ao próximo e entendemos que o Programa Empresa Cidadã é uma das muitas maneiras para retribuir o que temos de bom. O Rotary é uma organização séria, sei que o investimento é destinado para beneficiar muitas pessoas, de forma eficiente e correta. Faço com muito gosto”, ressalta.

Em 21/09/2018

Empresa Cidadã: VR 10 Veículos atua há 8 anos no mercado

Localizada na Avenida Colombo, a VR 10 Veículos é a mais recente Empresa Cidadã do Rotary Club de Maringá Horto, atuando na compra, troca ou financiamento de carros. Segundo um dos sócios-proprietários, Ricardo Fenato, essa é a primeira ação da empresa voltada para a Responsabilidade Social. “Conheci o programa e achei interessante a proposta, é uma forma de colaborarmos com a comunidade e também acredito que investir em um programa do Rotary aumenta a credibilidade da empresa”, fala o empresário. Claudecir Conti, que foi presidente do clube na gestão passada, é o responsável pela ABTRF (Associação Brasileira da The Rotary Foudation) no Rotary Club de Maringá Horto. “Fui convidado pelo Milton Rossi, atual presidente, para ficar responsável pela ABTRF. Gostaria de continuar o trabalho que foi desenvolvido no ano rotário 17-18, no início tínhamos três empresas, hoje estamos com dez. Fizemos um trabalho junto aos companheiros de clube, que possuem empresa e também com os amigos empresários próximos, expondo com mais clareza as áreas de enfoque do Rotary”, explica. Conforme Claudecir, o clube focará ainda mais no relacionamento com as empresas cidadãs, para a manutenção das que já são parceiras e conquista de novas. “Desde que entrei no Rotary, em outubro de 2014, fui convidado a participar da Empresa Cidadã e considerei a causa muito nobre. A participação da minha empresa (Casa de Carnes Ribeiro) ocorreu desde o meu início no Rotary. Em um primeiro momento pela causa rotária e depois também pela Responsabilidade Social, visto que as áreas de enfoque em que o Rotary atua, possibilitam a milhares de pessoas uma sociedade mais justa e um meio ambiente mais limpo”, ressalva. O presidente Milton Rossi destaca a importância dos clubes terem um responsável pela ABTRF. “O Rotary Club de Maringá Horto sempre realizou um trabalho de conscientização com os companheiros do clube sobre a eficiência do Programa Empresa Cidadã, demonstrando a importância dos associados que possuem empresa aderirem ao programa. Das dez empresas, seis são de rotarianos. Por isso é imprescindível que o clube tenha uma liderança para tratar da ABTRF e no caso, no nosso clube, o Claudecir tem uma grande facilidade e experiência para trabalhar essa pasta. Nosso objetivo é convidar as pessoas para as reuniões, mostrar o que o Rotary é, o que fazemos, para que o empresário tenha segurança para fazer a parceria”, conta. Ele também informa que realizará um trabalho de revisitação às empresas que já foram parceiras do clube. Renovação e Manutenção Ao iniciar um novo ano rotário, é fundamental que os novos presidentes dos clubes e presidentes da ABTRF tenham o cuidado de, além de prospectar novas parcerias, cuidar da renovação e manutenção das atuais Empresas Cidadãs dos seus clubes. É o que alerta o presidente da Comissão da Fundação Rotária, Renato Tavares. “Não podemos esquecer de mostrar os resultados alcançados pelos clubes às empresas que já são parceiras, investir no relacionamento com elas, demonstrando o quanto é importante cada contribuição que ela faz. Trata-se de cuidar daqueles que já conhecem e confiam no trabalho do Rotary International. A meta de conquistar seis novas empresas por clube continua, mas o rotariano não pode esquecer do verdadeiro sentido que está por trás desse objetivo: melhorar a arrecadação junto à ABTRF, pois consequentemente, mais pessoas serão beneficiadas através dos projetos do Rotary International”. Relacionamento com as Empresas Cidadãs A coordenadora da Subcomissão da ABTRF, Suzane Jacob, dá algumas dicas para os clubes melhorarem a qualidade do relacionamento com as empresas que já são parceiras. Elabore uma carta em agradecimento às contribuições feitas pela empresa e a entregue pessoalmente ao representante da mesma. De preferência, que a entrega seja feita pelo rotariano mais próximo ao empresário, acompanhado de outros sócios do clube. Entregar o Comunicado Mensal da Governadoria é uma forma do empresário ver um resumo do trabalho feito pelo Distrito 4630, além de conhecer as outras empresas que participam do programa Empresa Cidadã. Reconhecer no jornal uma empresa de um amigo, por exemplo, é uma forma do empresário ter mais consciência de que faz um investimento confiável. Convidar pessoas da empresa para participar das reuniões ou alguma ação do clube. Acompanhar o contrato evita que ele não seja reativado por uma falta de “lembrete”, portanto, ao fechar uma parceria, o relacionamento com a empresa deve ser constante.    

Em 19/09/2018

Reuniões Terças-Feiras | 12:00
R. Paul P. Harris,365